Desafinada

Em si bemol pranteio a vida
mas em sol maior faço acalanto
confesso assim em melodia
que te amo...quanto e tanto!

Numa trova assim desafinada
cantando bem alto sem temer
te amo e nem sabes disso
estou ao seu lado sem me perceber

Porém sei que nada é acaso
seus passos sempre acompanhei
segui pela sombra escondida
ouvindo teu choro emocionei

Agora que o tempo passou
teu caminho mudou de lado
quase nada mais posso esperar
mas saiba que foi muito amado

Nenhum comentário:

Postar um comentário